Weby shortcut
capa all park

FCT/UFG promove palestra sobre a relevância do Cluster logístico para Aparecida de Goiânia

Criada em 30/10/19 17:22. Atualizada em 04/11/19 16:02.

Estratégia de cluster logístico adotada na Bélgica despertou interesse em empresários da região que, em parceria com a FCT/UFG, estudam a implementação no município

Por Thais Molina*

No dia 22/10, ocorreu no All Park Pólo Empresarial, em Aparecida de Goiânia- GO, a palestra “Cluster como ferramenta de agregação de valor para as instituições: o caso de logística em Wallonia”, organizada pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Federal de Goiás - Campus Aparecida de Goiânia (FCT/UFG) em parceria com a Innovar Construtora e que foi ministrada pela professora da Universidade de Brasília (UNB), Yaeko Yamashita. A palestra contou com a presença de professores da FCT/UFG e empresários da região. 

A palestra iniciou-se com a palavra do diretor da FCT/UFG, Prof. Júlio Cesar Valandro Soares, o qual ressaltou que o objetivo do encontro era promover a aproximação entre a universidade e o setor privado. Na oportunidade, o empresário Romeu Silva, diretor da Innovar Construtora, abordou sobre a parceria entre a FCT/UFG, a Federação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) e o All Park Pólo Industrial, que tem por objetivo criar um pólo voltado para investidores que busquem alavancar seus negócios, por meio de pesquisa e inovação.

 

1Na foto (esquerda para direita), Prof. Josiel Carvalho, Prof.Julio Cesar Valandro, Profª Yaeko Yamashita, Sr. Marcos Alberto, Sr. Romeu Silva

 

A palestra foi ministrada pela professora da UNB, Yaeko Yamashita, substituindo o Prof. Dr. Jean Marchal, professor emérito da Universidade de Liége - Bélgica, que por motivos de saúde não pode estar presente. Durante a palestra, a professora Yamashita ressaltou a referência que o Prof. Marchal é na Europa, em razão dos seus estudos de logística, e abordou sobre o Plano Marshall 4.0 que retrata o cluster logístico na Wallonia, Bélgica. 

O Plano Marshall 4.0, foi criado em 2005 com o objetivo aumentar a competitividade e atratividade econômica da Bélgica e gerar valor agregado aos produtos, por meio da criação de pólos competitivos, investimento em pesquisa, inovação e treinamento de mão de obra. Para isso, criou-se a estratégia do cluster industrial, que consiste em pólos empresariais estabelecidos em localizações estratégicas. Além disso, por meio de parcerias entre as empresas e universidades, há o desenvolvimento de pesquisa e promoção de capital humano qualificado que abastece a região.

Deste modo, a região de Wallonia se destacou, já que possui privilegiada localização geográfica para as rotas de distribuição, apesar de ser carente em recursos naturais. Wallonia é considerada uma região multimodal, devido às suas rodovias, hidrovias, aerovias e ferrovias, e por estar próxima a grandes mercados como França e Alemanha. Na região, também estão estabelecidos os principais parques logísticos multimodais e grandes empresas como FedEx, H&M, Farnell, Scott, entre outros, que são os principais investidores de cluster logístico de Wallonia.

À exemplo do que ocorreu em Wallonia, a estrutura produtiva do estado de Goiás apresenta grande potencial para a criação de clusters logísticos. Dentre todos os municípios do estado, Aparecida de Goiânia, é o município que mais se destaca, por sua localização geográfica, potencial econômico, além da presença de um campus universitário da UFG com seus inúmeros projetos de pesquisa. Neste contexto, a região se torna favorável para a implantação do cluster, e sua criação promove mais investimentos e melhor qualidade de vida para a comunidade local.  

 

2

Na foto (esquerda para direita), Sr. Romeu Silva, Prof. Julio Cesar Valandro, Prof.  Josiel Carvalho, Sr. Paulo Roberto

 

O Pró-Reitor da UFG, Prof. Josiel Carvalho, também participou do evento e finalizou o encontro enfatizando sobre o comprometimento da universidade com o mercado. Citou que a criação do parque tecnológico no Campus Samambaia, assim como outros centros de pesquisa, retratam a vontade de aproximar pesquisadores e investidores, promovendo resoluções concretas para os desafios das empresas. “O papel da universidade é transmitir conhecimento para o setor produtivo. A universidade está aberta, preparada e disposta a contribuir com o desenvolvimento social e econômico”, ressaltou o pró-reitor.

Cerca de 20 pessoas estiveram presentes e no decorrer da palestra, alguns empresários da região de Aparecida de Goiânia questionaram a viabilidade de impulsionarem seus negócios com o auxílio do capital humano da FCT/UFG, à exemplo do que foi exposto pela professora Yaeko e do que aconteceu na Bélgica e demonstraram interesse em estabelecer parcerias com a universidade.

 

Clique no link abaixo para ter acesso ao conteúdo da palestra.

Lições de Wallonia

Cluster Logístico

 

*Thais Molina é integrante do programa de estágio entre a Faculdade de Ciências e Tecnologia, Faculdade de Informação e Comunicação e Secretaria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás, sob orientação de Beatriz Carvalho.

 

Fonte: Ascom FCT/UFG